Alongamento de cabelo

Agora a febre dos salões de beleza é alongamento de cabelo, já que a moda dos cortes curtinhos já passou. Existem vários métodos de alongamento, tais como:

Alongamento de cabelo com queratina – São coladas mechas bem finas próximas da raiz. A cola usada contém queratina, um componente natural do cabelo. Por isso, o método não agride os fios. Esse método de alongamento permite fazer mechas bem pequenas, com isso o local da emenda fica discreto. Ele é o único procedimento que só pode ser feito com cabelos humanos.

Alongamento de cabelo

Com linha ou nó italiano – As mechas postiças são amarradas com lastex nas mechas originais, próximo da raiz. A técnica dá mais volume na região em que as mechas foram amarradas.

Alogamento de cabelo

Interlace (tela fixa ou entrelaçamento) – São feitas tranças de raiz, nas quais se costuram telas com mechas de cabelo postiço. A vantagem desse método é que o alongamento fica imperceptível e pode ser feito em cabelos curtos. Além disso, dá para fazer chapinha e escova sem problemas.

Microlink – O cabelo postiço é preso ao natural com tiras de alumínio que são enroladas ao redor das duas mechas, formando um anel. Agride pouco o cabelo, pois nenhum produto é aplicado diretamente nos fios.

Alongamento de cabelo Tic-Tac – Para quem não quer algo permanente, existe um método mais prático: os apliques com telas de cabelo com presilhas tic-tac. A aplicação é feita em casa. Basta separar o cabelo em linhas horizontais e encaixar a tela. Se for feito com cabelo humano, o aplique fica bem natural e pode até ser tingido, para ficar com um tom próximo do original. Uma das vantagens do método é que ele não exige manutenção. Para tirar, basta soltar as presilhas.

Alguns cuidados precisam ser evidentes no alongamento de cabelo: 

  1. O cabelo do alongamento não pode pesar mais do que a mecha natural em que ele está preso. Quanto mais pesado, mais o cabelo natural ficará danificado.
  2. Os alongamentos precisam ser aplicados no salão e exigem um tempo de preparo.
  3. Prefira mechas de cabelos humanos. Os artificiais não podem ser tingidos nem receber chapinha.
  4. Todos os alongamentos precisam de manutenção. O tempo varia de acordo com o ritmo de crescimento de cada cabelo.
  5. Como os alongamentos danificam os fios, é importante fazer hidratações semanais, mesmo que caseiras.

Mas que tal ao invés de aplicar cabelos sintéticos a gente não cuida e fortalece os nossos próprios? Você pode recuperar seus fios de maneira definitiva e ainda ter aquele tão sonhado “cabelo no bumbum” a dica é….